Você está comendo mais açúcar do que imagina

Os alimentos ultra-processados nos fazem ingerir mais açúcar que imaginamos. Você sabe quais são eles?

Graças a facilidade com que a informação chega até nós, soubemos dos grandes riscos e problemas trazidos pela ingestão de açúcar. Mas, é sempre bom relembrar e aqui coloco alguns deles:

  • Ganho de peso
  • Aumento do risco de câncer
  • Aumento do risco de diabetes tipo 2
  • Aumento do risco de doenças cardíacas
  • Cárie nos dentes

Tudo isso mesmo que você não esteja acima do peso, somando tudo isso há uma diminuição na expectativa de vida. O que infelizmente não pode ser corrigido apenas com uma diminuição de café  que você toma. De acordo com uma nova pesquisa publicada pelo jornal BMJ Open, 90% do açúcar consumido pelos americanos vêem de alimentos ultra-processados.

Para você entender do que estamos tratando aqui, vou te explicar 2 termos utilizados na pesquisa:

Adição de Açúcar

Se refere ao açúcar que não vem de forma natural nos alimentos, como ocorre em comidas reais, por exemplo: leite e frutas, ambos contém açúcar natural. Com exceção dos diabéticos, a ingestão desse tipo de açúcar natural não é de grande preocupação para quem quer perder peso.

Alimentos Ultra-processados

O estudo dividiu os alimentos em 3 tipos, tendo como base a quantidade de processamento que ele tem da fazenda até o seu prato.

Os alimentos ultra-processados estão onde menos imaginamos.
Os alimentos ultra-processados estão onde menos imaginamos.

Não-processados ou minimamente processados: Ovos, carne, macarrão, leite, frutas e vegetais

Processados: Comida enlatada, queijo e outras comidas que incluem conservantes. Ingredientes usados para cozinhar como: óleos, sal de mesa e açúcar foram colocados numa categoria própria.

Ultra-processados: Todo o resto, leia-se: salgadinhos, cereais açucarados, refrigerantes, comida congelada.

Para se ter uma noção exata do problema, uma alimentação baseada em consumo de alimentos ultra-processados contém 8 vezes mais açúcar que uma alimentação com comida processada. Além disso, os alimentos ultra-processados são responsáveis por 60% da nossa ingestão diária de calorias.

Ou seja, quanto mais alimentos ultra-processados você come, mais açúcar comerá.

O que isso quer dizer pra você?

Do nosso consumo diário de calorias apenas 10% deve vir de adição de açúcar. O estudo descobriu que aqueles que comeram os alimentos ultra-processados tiveram mais dificuldade em se manter dentro dessa linha. Mas fazer essas contas diariamente é exaustivo, né? Mas, diminuir o consumo de alimentos ultra-processados, é o jeito fácil e rápido de resolver isso.

Como descobrir se o alimento é ultra-processado?

Simples, quando o alimento incluir em seu rótulo substâncias que não usadas na preparação de alimentos na cozinha, principalmente, essências, cores, aromas, adoçantes, emulsificantes e outros aditivos usados para imitar as comidas não processadas ou minimamente processadas ou preparações culinárias, ou simplesmente para disfarçar qualidade indesejáveis do produto final.

É exatamente isso que você leu, alimento ultra-processado usam corantes e aromatizantes para imitar o alimento real ou simplesmente para disfarçar o gosto real desagradável daquilo que você está comendo.

O mais interessante que temos que ter em mente é que os alimentos ultra-processados não se restringem a doces que atualmente contém toneladas de açúcar, tenha como exemplo, alimentos congelados.

Como fugir de alimentos ultra-processados e adição de açúcar?

Basta você dar prioridade a compra de alimentos em mercados e feiras livres, em lojas de frutas e verduras(sacolão), se for à um supermercado se mantenha na seção de vegetais, frutas, carnes, lacticínios, ovos e alimentos que são naturais.

Se houver dúvida tente imaginar como esse alimento saiu do fazenda e chegou no seu prato.

 

Um abraço,

Assinatura Carolina Rocha

 

 

 

About Carolina Rocha 45 Articles
Contadora por formação, apaixonada por vida saudável, música, animais e viciada em livros.